O estado de Santa Catarina é conhecido por abrigar um dos litorais mais bonitos do Brasil, e a Praia da Pinheira é uma das responsáveis por isso. Afinal de contas, estamos falando sobre um dos lugares mais preservados da região.

Para quem deseja fugir das badaladas orlas de Florianópolis e Balneário Camboriú, a Praia da Pinheira é o destino perfeito, pois o local garante não só o sossego e momentos contemplativos como também uma grande oportunidade para entrar em contato com a natureza de forma imersiva.

Como chegar à Praia da Pinheira

Por estar muito próxima da capital catarinense, é muito fácil chegar até a Praia da Pinheira. O acesso é feito pelas rodovias BR 282 e BR 101 até a entrada para Palhoça no Km 238. Chegando lá é só seguir pela SC 433 sentido litoral contornando a Praia do Sonho.

A viagem também pode ser feita de ônibus a partir do Terminal Rodoviário de Florianópolis, Curitiba (4h30 de viagem) e Porto Alegre (percurso de 5 horas).

O que fazer na Praia da Pinheira

Em Pinheira você encontrará 4 orlas: a praia da Pinheira, Prainha, a praia de Baixo e a praia de Cima, além da famosa Guarda do Embaú. Veja quais são as atividades que podem ser realizadas nesta região:

Percorra a trilha entre a praia da Pinheira e Guarda do Embaú

O percurso de 10 km entre a praia da Pinheira e Guarda do Embaú inclui paisagens intocadas pelo homem e algumas atrações isoladas como a Prainha e o Vale da Utopia (saiba mais no tópico a seguir). Um dos acessos mais fáceis é a partir da Praia de Cima, com trajeto paralelo à praia cheio de morros, campos abertos, mata fechada, pedras e trechos de areia. Apesar do percurso cansativo, vale a pena incluir a trilha mais famosa da região em seu roteiro.

Desbrave o Vale da Utopia e a Praia do Maço

Desbravar o Vale da Utopia durante a sua trilha é garantia de incluir uma pequena aventura em seu roteiro. O local é rodeado por Mata Atlântica e seu trajeto é marcado por um penhasco com visão paradisíaca do mar, pedras e grutas — inclusive a mais famosa de todas é a Gruta da Rapinha. O final desta difícil rota inclui uma bela recompensa: a isolada Praia do Maço, com apenas 50 metros de extensão e vegetação intacta no entorno.

 

Deixe um comentário